A educação permanente em saúde

potencializando o saber das ACS sobre o câncer de colo de útero

Autores

  • Ana Beatriz Gouveia de Araújo
  • Gisetti Corina Gomes Brandão Universidade Federal de Campina Grande
  • Sheila Milena Pessoa dos Santos Universidade Federal de Campina Grande
  • Evanês de Almeida Silva Bizerra

Palavras-chave:

Educação em Saúde. Agente Comunitário de Saúde. Neoplasias do Colo do Útero.

Resumo

A Educação Permanente em Saúde tornou-se uma estratégia de construção coletiva. O objetivo do estudo foi potencializar o conhecimento das agentes comunitárias de saúde sobre câncer de colo de útero por meio da educação permanente em saúde. A coleta dos dados aconteceu durante o ano de 2018, com amostra composta por quatro profissionais. A oficina evidenciou duas categorias: “Desvelando o conhecimento das Agentes Comunitárias de Saúde sobre Câncer de Colo do Útero”, “Da realização do exame preventivo aos resultados”. Espera-se que o estudo auxilie na identificação dos entraves e potencialidades da atuação das profissionais com foco na prevenção da doença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Beatriz Gouveia de Araújo

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Orcid: https://orcid.org/0000-0003-3537-3707

Gisetti Corina Gomes Brandão, Universidade Federal de Campina Grande

Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP). Professora da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Orcid: https://orcid.org/0000-0001-8040-5435

Sheila Milena Pessoa dos Santos, Universidade Federal de Campina Grande

Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Orcid: https://orcid.org/0000-0001-9396-9192

Evanês de Almeida Silva Bizerra

Graduada em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Santa Emília de Rodat (João Pessoa). Orcid: https://orcid.org/0000-0001-5705-5668

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2018.

BRASIL. Diretrizes brasileiras para o rastreamento do câncer do colo do útero / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede. – 2. ed. rev. atual. – Rio de Janeiro: INCA, 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do SUS. Sistema de informações sobre mortalidade. Brasília, DF, 2017. Disponível em: . Acesso em: 06 jun 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Básica. Portaria no. 2.436 de 21 de setembro de 2017. Brasília: Diário Oficial da Republica Federativa do Brasil, 2017. Disponível em:< https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html> Acesso em: 16 set 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução no. 510 de 07 de abril de 2016. Brasília: Diário Oficial da Republica Federativa do Brasil, 2016. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2016/res0510_07_04_2016.html.> Acesso em: 06 jun 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação na Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento? / Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Departamento de Gestão da Educação na Saúde – 1. ed. rev. – Brasília : Ministério da Saúde, 2018.

BRASIL. Presidência da República. Secretaria-Geral. Reformulação das atribuições, a jornada e as condições de trabalho, o grau de formação profissional, os cursos de formação técnica e continuada e a indenização de transporte dos profissionais Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias. Lei nº 13.595, de 5 de janeiro de 2018. Brasília, DF, 2018. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2018/Lei/L13595.htm> Acesso em: 16 set 2020.

CHIESA, A.M, WESTPHAL, M.F. A sistematização de oficinas educativas problematizadoras no contexto dos serviços de saúde. Saúde em Debate, n.45, p.19-22, 1995.

CRESWELL, J.W. Projeto de Pesquisa: Método qualitativo, quantitativo e misto. 2°. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

DIAS, C.F, MICHELETTI, V.C.D, FRONZA, E et al. Perfil de exames citopatológicos coletados em estratégia de saúde da família. RevFunCare Online.; v. 11, n.1, p:192-198. jan/mar 2019. Disponível em: Acesso em: 01 dez 2019.

FAGHERAZZI, V, TRECOSSI, S. P. C, OLIVEIRA, R.M, et al. Educação permanente sobre a doação de órgãos/tecidos com agentes comunitários de saúde. Rev enferm UFPE on line., Recife, v. 12, n. 4, p:1133-8, abr., 2018. Disponível em: <https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/231367/28698>. Acesso em: 23 set 2020.

FORTE, F.D.S., SOUSA, E.T, MAIA, F.B.M. et al. Integração ensino serviço: percepção de agentes comunitários de saúde sobre capacitação. Rev. APS. v.21, n.2, p: 235 - 243. abr/jun; 2018. Disponível em: Acesso em: 09 jan 2020.

GOMES, E. S, RODRIGUES, S.A, DANTAS, K.F.D et al. Ações de rastreio dos cânceres de mama e do colo do útero em uma região do paraná. Rev. Epidemiol. Controle Infecç. Santa Cruz do Sul; v.8, n.4, p:392-400. Out/Dez, 2018. Disponível em: <https://online.unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/view/11083/7616>. Acesso em: 23 set 2020.

GONÇALVES, R.L, BARBOSA, A.O, HENRIQUES, N.C et al. Discurso e prática das agentes comunitárias de saúde na prevenção do câncer de colo uterino. Revenferm UFPE online., Recife, 9(4):7221-9, abr., 2015. Disponível em: < 10.5205/reuol.7275-62744-1-SM.0904201506 > Acesso em: 10 jan 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede. Manual de gestão da qualidade para laboratório de citopatologia / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, Coordenação de Prevenção e Vigilância, Divisão de Detecção Precoce e Apoio a Organização de Rede. – 2. ed.rev. ampl. – Rio de Janeiro : Inca, 2016. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/images/pdf/2016/maio/12/livro-completo-manual-citopatologia.pdf>. Acesso em: 23 set 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER. Ações de Controle do Câncer do Colo do Útero/ Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, 2020. Disponível em: <https://www.inca.gov.br/controle-do-cancer-do-colo-do-utero/acoes-de-controle>. Acesso em: 16 set 2020.

MACHADO, E. P, ALVES, M.B.M, IRIE, M. M. T et al. Controle interno de qualidade em citopatologia: o dilema da subjetividade. Rev. bras. anal. clin ; v. 50, n.3, p: 244-249, dez., 2018. Disponível em: <http://www.rbac.org.br/artigos/controle-interno-de-qualidade-em-citopatologia-o-dilema-da-subjetividade/>. Acesso em: 23 set 2020.

MACIAZEKI-GOMES, R. C, SOUZA, C. D, BAGGIO, L, WACHS, F. O trabalho do agente comunitário de saúde na perspectiva da educação popular em saúde: possibilidades e desafios. Ciência & Saúde Coletiva, v. 21, n.5, p:1637-1646, 2016. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/csc/v21n5/1413-8123-csc-21-05-1637.pdf>. Acesso em: 23 set 2020.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec, 2013.

NOGUEIRA, I.S, PREVIATO, G.F, BALDISSERA, V.D.A et al. Atuação do Enfermeiro na Atenção Primária à Saúde na Temática do Câncer: Do Real ao Ideal. RevFundCare Online.; v.11, n.3, p:725-731. Apr./Jul 2019. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i3.725-731.> Acesso em: 02 jun 2019.

OLIVEIRA, F.D, SANTOS, J.G.W, SOARES, U.S et al. A influência dos movimentos de educação permanente em saúde na prática do agente comunitário de saúde. Revista Ciência Plural.; v. 4, n. 2, p:6-20, 2018. Disponível em: <https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/16826/11253> Acesso em: 09 jan 2020.

REIS, T.G. Rastreamento do câncer de colo uterino na população adscrita a uma unidade básica de saúde de um município de minas gerais. Juiz de fora / Minas Gerais, 2017. Disponível em: <https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/TULIO-GONCALVES-REIS.pdf> Acesso em: 09 jan 2020.

RIBEIRO, C.M, DIAS, M.B.K, SOLE PLA, M.A et al . Parâmetros para a programação de procedimentos da linha de cuidado do câncer do colo do útero no Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 35, n. 6, p: 2-13. 2019. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csp/v35n6/1678-4464-csp-35-06-e00183118.pdf > Acesso em: 10 jan 2020.

ROSSETTI, L.T, SEIXAS, C.T, CASTRO, E.A.B, FRIEDRICH, D.B.C. Educação permanente e gestão em saúde: a concepção dos enfermeiros. RevFunCare Online; v. 11, n.1, p: 129-134, jan/mar, 2019. Disponível em: <http://dx.doi.org/10. 9789/2175-5361.2019.v11i1.129-134.> Acesso em: 02 jun. 2019.

SANTOS, E.M.Orientação na Capacitação de Agentes Comunitários da Saúde na Prevenção do Câncer de Colo Uterino no município de Duque de Caxias – RJ. Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: Acesso em: 09 jan 2019.

SILVA, O.B.M, BENEDET, D.C.F, LACERDA, M.R et al. Potencialidades, fragilidades e desafios da pesquisa-ação na enfermagem. Rev enferm UFPE on line., Recife, v. 13, n.1, p:227-235, jan., 2019. Disponível em: <https://doi.org/10.5205/1981-8963-v01i01a236770p227-235-2019.> Acesso em: 23 set 2020.

SOUZA, A.T.M; SUTO, C.S.S; COSTA, L. E.L, et al. Exame citopatológico de câncer de colo do útero: acesso e qualidade no atendimento. RevFunCare Online.; v. 11, n.1, p:97-104. jan/mar 2019. Disponível em: <http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/viewFile/6480/pdf_1> Acesso em: 10 jan 2020.

THULER, L.C.S, org. ABC do câncer: abordagens básicas para o controle do câncer / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva; organização Luiz Claudio Santos Thuler. – 5. ed. rev. atual. ampl. – Rio de Janeiro: Inca, 2020. Disponível em: <https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files/media/document/livro-abc-5-edicao.pdf>. Acesso em: 23 set 2020.

Downloads

Publicado

2021-04-25

Como Citar

Gouveia de Araújo, A. B., Gomes Brandão, G. C. ., Pessoa dos Santos, S. M., & de Almeida Silva Bizerra, E. . (2021). A educação permanente em saúde: potencializando o saber das ACS sobre o câncer de colo de útero. Revista Brasileira De Iniciação Científica, 8, e021018. Recuperado de https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rbic/article/view/436