"Mulher sai dessa cozinha, vem ocupar teu lugar":

Interfaces entre educação popular e um novo jeito de ser mulher nas CEBs do Agreste central de Pernambuco

Autores

  • Julyana Nascimento de Andrade Centro Universitário Tabosa de Almeida
  • Rosineide Maria Gonçalves
  • José Almir do Nascimento

Palavras-chave:

Mulher. Libertação. Comunidades Eclesiais de Base. Participação. Patriarcado.

Resumo

A Igreja Católica é uma instituição com pouca participação de mulheres nas decisões e no exercício de poder. Por isso, interessou-nos apresentar as formas, as condições e as instâncias formativas por meio das quais as mulheres das Comunidades Eclesiais de Base construíram suas trajetórias de empoderamento, com vistas a potencializar a participação, a autonomia e as relações de igualdade entre homens e mulheres na Igreja e na Sociedade. Utilizando da Análise de Conteúdo (Bardin, 2009), constatamos que a participação comunitária tem desencadeado emancipação, permitindo a mulher entender a si mesma como agente ativa de (auto)libertação, ampliando a fissura do patriarcado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosineide Maria Gonçalves

Mestra em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora do Centro Universitário Tabosa de Almeida (Asces-Unita).

José Almir do Nascimento

Doutor em Educação. Professor Adjunto da Universidade de Pernambuco (UPE).

Referências

ALMEIDA, J. P. As multifaces do patriarcado: uma análise das relações de gênero nas famílias homoafetivas. 2010. 116f. (dissertação de mestrado). Recife: UFPE, 2010.

ANDRADE, J. N. O despertar de si: as relações de gênero na convivência com as Irmãs Cordimarianas no município Riacho das Almas- PE, entre os anos de 1982 e 1997. (Projeto de Iniciação Científica) Caruaru: ASCES-Unita, 2019.

ASSEMBLEIA ESPECIAL DO SÍNODO DOS BISPOS PARA A REGIÃO PAN-AMAZÔNICA. Documento Final do Sínodo para a Amazônia. Disponível em: http://www.sinodoamazonico.va/content/sinodoamazonico/pt/documentos/docu mento-final-do-sinodo-para-a-amazonia.html. Acessado em 14 de abril de 2020.

BALLOUSSIER, A. V. Cara típica do evangélico brasileiro é feminina e negra, aponta Datafolha. Folha de São Paulo, SP, 13.jan.2020. Poder. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2020/01/cara-tipica-do-evangelico-brasileiro-e-feminina-e-negra-aponta-datafolha.shtml. Acesso em: 23 de abr. de 2020.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Tradução de Luís A. Reto e Augusto Pinheiro. 5 ed. Lisboa: Edições 70, 2009.

BOFF, L. Eclesiogênese: A reinvenção da Igreja. Rio de Janeiro: Record, 2008.

BOURDIEU, P. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand, 2002.

CELAM. Conclusões da Conferência Episcopal Latino-Americano de Medellín. São Paulo: Paulinas, 1968.

CELAM. Conclusões da III Conferência Geral do episcopado Latino-americano de Puebla. São Paulo: Paulinas 1979.

CELAM. Conclusões da V Conferência Geral do episcopado Latino-americano e do Caribe de Aparecida. São Paulo: Paulinas, 2007.

CONBLIN, J. O Povo de Deus. São Paulo: Paulus, 2002.

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. Comunidade de Comunidades: uma nova Paróquia. A conversão pastoral da paróquia. Documentos da CNBB 100. São Paulo: Paulinas, 2014.

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. Plano de Pastoral de Conjunto 1966-1970. Brasília Ed. CNBB, 2004.

CUNHA. E. L. A face feminina de Deus. Hermenêutica. Cachoeira, BA, v. 1, n 5, p. 33-57, 2005.

FREI BETTO. O que é comunidade eclesial de base. 1981. Disponível em: https://docplayer.com.br/7109124-Frei-betto-o-que-e-comunidade-eclesial-de-base.html. Acesso em: 06 de nov. de 2019.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se complementam. São Paulo: Cortez, 1989.

FUNDAÇÃO SANTUÁRIO DAS COMUNIDADES. Celebração do Mês de Maio. Caruaru, s/d.

FUNDAÇÃO SANTUÁRIO DAS COMUNIDADES. Maria na organização do povo. Caruaru, s/d.

FUNDAÇÃO SANTUÁRIO DAS COMUNIDADES. Natal: Mulheres de ontem e de hoje gerando vida e libertação. 31º Natal das Comunidades. Caruaru, 2011.

GEBARA, I. Teologia em ritmo de mulher. São Paulo: Paulinas, 1994.

GEBARA, I. Uma clara opção pelos direitos das mulheres. disponível em http://www.ihu.unisinos.br/noticias/511796-uma-clara-opcao-pelos-direitos-das-mulheres-entrevista-com-ivone-gebara. Acesso em: 05 de set. de 2019.

GUEDES NETO, A. Com o mesmo calor do sol, com o mesmo peso da enxada: a atuação política e pastoral do padre Pedro Aguiar na cidade de Tacaimbó-PE entre os anos 1970 e 1980. (anais) X Encontro Nacional de História Oral: Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, 26 a 30 de abril de 2010.

GUEDES NETO, A. Religião, ópio do povo? Cristianismo da Libertação e práticas de contrateatro. Campo da História. Caruaru-PE, v. 1, n. 1, 2017.

GUERRA. M. A; AGUIAR, P.; BOUDENS, H.; FERNANDO, A. Cartilha das Comunidades. Caruaru: Fundação Santuário das Comunidades, 1992.

LIBANIO, J. B. Cenários da Igreja. São Paulo: Loyola, 1999.

MURARO, R. M.; BOFF, L. Feminino e masculino: uma nova consciência para o encontro das diferenças. Rio de Janeiro: Sextante, 2002.

NASCIMENTO, J. A. Entre Rezas e Resistências: a mística política das Comunidades Eclesiais de Base no agreste de Pernambuco. 2006. 42f. (Monografia). Recife: Unicap, 2006.

NASCIMENTO, J. A. PCI: 50 Anos Tecendo a História a Serviço da Vida. Recife: Conferência dos Religiosos do Brasil, 2014.

NUNES, M. J. F. R. De mulheres, sexo e Igreja: uma pesquisa e muitas interrogações. In: COSTA, A.; AMADO, T. (Org.). Alternativas escassas: saúde, sexualidade e reprodução na América Latina. São Paulo: Ed. 34, 1994. p. 175-204.

OLIVEIRA, P. R. Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Disponível em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/comunidades-eclesiais-de-base-cebs. Acesso em: 06 de nov. de 2019.

RIBEIRO, L. Nos meandros da caminhada: a questão de gênero nas Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Ciências Sociais e Religião, Porto Alegre, RS, ano 5, n. 5, p. 225-242, out. 2003.

RIBEIRO, L. O IX Encontro Intereclesial no olhar da mulher. Revista Eclesiástica Brasileira. Petrópolis, RJ: Vozes. Fasc. 228, p. 857-865, dez/1997.

SMALL J. Female bishops in church of england is a good step… but it’s just a step. Disponível em: https://religiondispatches.org/female-bishops-in-church-of-england-is-a-good-step-but-its-just-a-step. Acesso em: 14 de abr. de 2020.

THERBORN, G. Sexo e poder: a família no mundo 1900-2000. São Paulo: Contexto, 2006.

VICENTE, Z. Pão em todas as mesas. In: ZÉ VICENTE. Festa dos Pequenos. São Paulo: Paulinas Comep, 1989.

Downloads

Publicado

2021-02-23

Como Citar

Andrade, J. N. de, Gonçalves, R. M., & Nascimento, J. A. do . (2021). "Mulher sai dessa cozinha, vem ocupar teu lugar": : Interfaces entre educação popular e um novo jeito de ser mulher nas CEBs do Agreste central de Pernambuco . Revista Brasileira De Iniciação Científica, 8, e021002. Recuperado de https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rbic/article/view/148