Simulações Computacionais no Ensino de Física

um Estado da Arte em teses e dissertações de 1973 a 2021

Autores

  • Marcelo Esteves de Andrade Instituto Federal do Espirito Santo, campus Cariacica
  • Alessandra Aparecida Viveiro Unicamp
  • João Vilhete Viegas D’Abreu Unicamp

Palavras-chave:

Simulações Computacionais. Ensino de Física. Estado da Arte.

Resumo

Nesse trabalho são apresentados resultados de uma pesquisa tipo Estado da Arte, em dissertações e teses, que versam sobre a utilização de Simulações Computacionais no Ensino de Física, desde o ano de 1973 até o ano de 2021. As buscas foram feitas em três bancos de dados, encontrando 293 trabalhos relacionados a esta temática. Para analisar as principais tendências relativas ao uso de Simulações no Ensino de Física, as pesquisas foram classificadas em relação aos seguintes elementos: ano de defesa, instituição e localização regional, nível acadêmico, nível escolar, subárea da Física, e plataforma/software utilizadas. A partir desses aspectos foi possível realizar uma descrição geral e panorâmica sobre o uso de Simulações Computacionais no Ensino de Física. Com a identificação e descrição das tendências predominantes, espera-se que o presente estudo contribuía com a produção na área auxiliando pesquisas futuras sobre o tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Esteves de Andrade, Instituto Federal do Espirito Santo, campus Cariacica

Doutor em Ensino de Ciências e Matemática pela Unicamp. Professor do Instituto Federal do Espirito Santo, campus Cariacica. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5222-3981

Alessandra Aparecida Viveiro, Unicamp

Doutora em Educação para as Ciências pela UNESP. Professora da Faculdade de Educação da Unicamp. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3175-7132

João Vilhete Viegas D’Abreu, Unicamp

Doutor em Engenharia Elétrica pela Unicamp. Professor do Núcleo de Informática aplicada a Educação da Unicamp. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-2781-4306.

Referências

ARANTES, A. R.; MIRANDA, M. S.; STUDART, N. Objetos de Aprendizagem no ensino de física: usando simulações do PheT. Física na Escola, v. 11, n. 1, 2010.

ARAÚJO, I. S.; VEIT, E. A. Uma revisão da literatura sobre estudos relativos a tecnologias computacionais no ensino de Física. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 4, n. 3, p.5-18, set-dez. 2004.

AXT, R. Uso de um minicomputador como recurso de ensino em simulação de experiências. Dissertação (Mestrado em Física) Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1973.

BARBOSA, T. A. P. História e Filosofia das Ciências associadas à experimentação no Ensino de Ciências: perspectivas e tendências de pesquisas no Brasil de 1972 a 2018. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) - Programa de Pós-Graduação Multiunidades em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2020.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p.257-272, ago. 2002.

LEÃO, M, F.; SOUTO, D. L. P. Objetos educacionais digitais para o ensino de física. Revista Tecnologias na Educação, Belo Horizonte, n. 13, p. 01-12, 2015.

MACÊDO, J. A. D. et al. Levantamento das abordagens e tendências dos trabalhos sobre as Tecnologias de Informação e Comunicação apresentados no XIX Simpósio Nacional de Ensino de Física. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis, v. 31, n. 1, p. 167-197, abr. 2014.

MARTINS, A. A.; GARCIA, N. M. D. Ensino de Física e Novas Tecnologias de Informação e Comunicação: Uma Análise da Produção Recente. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO DE FÍSICA, 19, 2001, Manaus. Atas [...] Manaus: 2011.

MEDEIROS, A.; MEDEIROS, C. F. D. Possibilidades e limitações das simulações computacionais no ensino da Física. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 24, n. 2, p.77-86, jun. 2002.

MEGID NETO, J.; CARVALHO, L. M. Pesquisas de Estado da Arte: fundamentos, características e percursos metodológicos. In: ESCHENHAGEN, G. M. L.; VÉLEZCUARTAS, G. MALDONADO, C.; PINO, G.G (Edits.). Construcción de problemas de investigación: diálogos entre el interior y el exterior. Medellín: Universidad Pontificia Bolivariana / Universidad de Antioquia, 2018, p. 97-113.

MORAES, L.E. Física ambiental em espaços não formais de educação: um estudo da percepção de professores brasileiros. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Programa de Pós-Graduação Multiunidades em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017.

NEIDE, I. G., et. al. Percepções dos professores sobre o uso do software Modellus em uma experiência de modelagem. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 36, n. 2, 567-587, 2019.

PASTORIO, D. P.; SAUERWEIN, R.A. Uma revisão da literatura sobre o computador no ensino de Física. Enseñanza de Las Ciencias, Sevilha, n. ext. p. 1337-1342, 2017.

ROCHA, E. A. C. A pesquisa em educação infantil no Brasil: trajetória recente e perspectiva de consolidação de uma pedagogia da educação infantil. Florianópolis: UFSC, Centro de Ciências da Educação, Núcleo de Publicações, 1999.

RODRIGUES, C. N. T. Tendências da produção acadêmica sobre Física Moderna e Contemporânea para o Ensino Médio: análise de dissertações e teses brasileiras (1972-2015). Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Programa de Pós-Graduação Multiunidades em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2019.

SALEM, S. Perfil, evolução e perspectivas da pesquisa em ensino de Física no Brasil. Tese (Doutorado em Ensino de Física) – Programa de Pós-Graduação Interunidades em Ensino de Ciências, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

SILVA, I. P.; MERCADO, L. P. L. Revisão sistemática de literatura acerca da experimentação virtual no ensino de Física. Ensino & Pesquisa, União da Vitória, v. 17, n. 1, p. 49-77, 2019.

TEIXEIRA, P. M. M.; MEGID NETO, J. Investigando a pesquisa educacional. Um estudo enfocando dissertações e teses sobre o ensino de Biologia no Brasil. Investigações em Ensino de Ciências, v. 11, n. 2, p. 261–282, 2006.

TEIXEIRA, P. M. M.; MEGID NETO, J. A Produção Acadêmica em Ensino de Biologia no Brasil – 40 anos (1972–2011): Base Institucional e Tendências Temáticas e Metodológicas. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, Belo Horizonte, v. 17, n.2, p. 521-549, 2017.

Downloads

Publicado

2024-02-09

Como Citar

ANDRADE, M. E. de; VIVEIRO, A. A.; VIEGAS D’ABREU, J. V. Simulações Computacionais no Ensino de Física: um Estado da Arte em teses e dissertações de 1973 a 2021. Revista Internacional de Pesquisa em Didática das Ciências e Matemática, [S. l.], p. e024003, 2024. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/revin/article/view/1544. Acesso em: 14 abr. 2024.