Mini chefs

a cozinha da infância tem cor, cheiro, sabor e memórias

Autores

  • Patrícia Rodrigues de Almeida Universidade La Salle
  • Hildegard Susana Jung Universidade La Salle
  • Charlene Bitencourt Soster Luz Universidade La Salle

Palavras-chave:

Projeto interdisciplinar. Aprendizagem significativa. Infância saudável. Educação básica.

Resumo

O artigo objetiva relatar a experiência de educadoras do 3º ano do ensino fundamental de uma escola pública da região metropolitana de Porto Alegre, com um projeto que visou incentivar as crianças a fazerem escolhas alimentares mais saudáveis. Foi proposto o trabalho com um projeto lúdico e interdisciplinar em parceria com as famílias. Os resultados da experiência apontam que o envolvimento das crianças no preparo dos alimentos consiste no incentivo a uma alimentação mais natural e com hábitos mais saudáveis, influenciando toda a família e trazendo uma aprendizagem significativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Rodrigues de Almeida, Universidade La Salle

Especialização em Desenvolvimento Cognitivo e Especialização em Psicopedagogia Clínica. Universidade La Salle. 

Hildegard Susana Jung, Universidade La Salle

Doutora em Educação. Coordenadora e docente do curso de Pedagogia. Universidade La Salle. 

Charlene Bitencourt Soster Luz, Universidade La Salle

Doutoranda em Educação. Universidade La Salle

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2016.

BASSI, Flavio. Protagonismo. In: LOVATO, Antônio; FRANZIN, Raquel (org.) et al. O ser e o agir transformador para mudar a conversa sobre educação. 1ª ed. São Paulo: Instituto Alana: Ashoka Brasil, 2017. p. 54-63

BAUMAN, Zygmunt. Amor líquido sobre a fragilidade dos laços humanos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 2014.

BENDER, William N. Aprendizagem baseada em projetos: educação diferenciada para o século XXI. Porto Alegre: Penso, 2014

BOGADO, Adriana Marcela; FREITAS, Denise de. A reconstrução de memórias da alimentação na formação inicial de professores de ciências: um reencontro com saberes, sabores, aromas e afetos. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 18, n. 3, p. 670–689, 2016. DOI: 10.20396/etd.v18i3.8645410. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8645410 Acesso em: 7 fev. 2021.

DE MATOS, Marilyn A. Errobidarte. A metodologia de projetos, a aprendizagem significativa e a educação ambiental na escola. Ensino, saúde e ambiente, v. 2, n. 1, 2009. Disponível em: https://periodicos.uff.br/ensinosaudeambiente/article/download/21036/12511 Acesso em: 7 fev. 2021.

DOWBOR, Ladislau. Reflexões atuais sobre cidades, família e escola: impactos na vida das crianças e do planeta. In: FONTENELLE, Lais (org) et al. Criança e consumo: 10 anos de transformação. 1ª ed. São Paulo: Alana, 2016. p.74-95.

FORTUNATO, Ivan. O relato de experiência como método de pesquisa educacional. In: SHIGUNOV NETO, Alexandre; FORTUNATO, Ivan. Método(s) de Pesquisa em Educação. São Paulo: Edições Hipótese, 2018, p. 37-50.

GOIÁS. Secretaria de Estado da Saúde B. Obesidade Infantil: como prevenir desde cedo. Plataforma digital, 11 de outubro de 2019. Disponível em: http://saudebrasil.saude.gov.br/ter-peso-saudavel/obesidade-infantil-como-prevenir-desde-cedo. Acesso em: 6 fev. 2021.

GUARESCHI, Pedrinho A. Consumismo infantil: uma questão ética. In: FONTENELLE, Lais (org) et al. Criança e consumo: 10 anos de transformação. 1ª ed. São Paulo: Alana, 2016. p.120-127.

LOVATO, Antônio; FRANZIN, Raquel (org.) et al. O ser e o agir transformador para mudar a conversa sobre educação. 1ª ed. São Paulo: Instituto Alana: Ashoka Brasil, 2017.

LUDVICHAK, Dílvia. Na cozinha do chef Brasil. 1ª ed. São Paulo: Editora Paulus, 2011.

MORAN, José. Mudando a educação com metodologias ativas. Convergências midiáticas, educação e cidadania: aproximações jovens. Coleção mídias contemporâneas, v. 2, n. 1, p. 15-33, 2015.

ZABALA, Antoni; ARNAU, Laia. Como aprender e ensinar competências. Porto Alegre: Artmed, 2010.

OLMOS, Ana. Vergonha de si: a violência invisível da publicidade infantil. In: FONTENELLE, Lais (org) et al. Criança e consumo: 10 anos de transformação. 1ª ed. São Paulo: Alana, 2016. p.74-95.

Downloads

Publicado

2021-02-16

Como Citar

ALMEIDA, P. R. de; JUNG, H. S.; LUZ, C. B. S. Mini chefs: a cozinha da infância tem cor, cheiro, sabor e memórias. Revista Internacional de Pesquisa em Didática das Ciências e Matemática, [S. l.], v. 2, p. e021003, 2021. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/revin/article/view/342. Acesso em: 28 jul. 2021.