Os limites da palavra e da sentença no processamento automático de textos

Autores

Palavras-chave:

Processamento de Linguagem Natural, Linguística Computacional, Pré-processamento, Tokenização, Sentenciação

Resumo

Este trabalho tem como objetivo apresentar os principais desafios linguísticos envolvidos na etapa de pré-processamento de um corpus composto por teses e dissertações da área de petróleo e gás. Como resultado, além do levantamento de questões específicas do domínio e de textos técnico-científicos, medimos o quanto o tratamento destas mesmas questões dificulta o processamento automático, e disponibilizamos para a comunidade de PLN de língua portuguesa um corpus padrão-ouro no que se refere apenas a tokenização e sentenciação, repleto de casos complexos, que serve para avaliação de métodos automáticos de segmentação, contribuindo também para a qualidade das etapas posteriores de processamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BIDERMAN, Maria Tereza Camargo. Teoria lingüística: teoria lexical e lingüística computacional. Martins Fontes, 2001.

DE SOUZA, Elvis; FREITAS, Cláudia. ET: uma Estação de Trabalho para revisão, edição e avaliação de corpora anotados morfossintaticamente. In: VI Workshop de Iniciação Científica em Tecnologia da Informação e da Linguagem Humana (TILic 2019). TILic 2019, Salvador, BA, Brazil, Outubro, 15-18, 2019.

EUROPE PMC CONSORTIUM. Europe PMC: a full-text literature database for the life sciences and platform for innovation. Nucleic acids research, v. 43, n. D1, p. D1042-D1048, 2015.

FREITAS, Cláudia; AFONSO, Susana. Bíblia Florestal: Um manual lingüístico da Floresta Sintá (c) tica. 2007. Disponível em: <http://www.linguateca.pt/Floresta/BibliaFlorestal/>. Acesso em: 14 jul. 2020.

GREFENSTETTE, Gregory; TAPANAINEN, Pasi. What is a Word, What is Sentence? Problems of Tokenization, Grenoble: Rank Xerox Research Centre. 1994.

HEARST, Marti. Untangling text data mining. in: Proceedings of the 37th Annual meeting of the Association for Computational Linguistics. 1999. p. 3-10.

KAZAMA, Jun'ichi; MIYAO, Yusuke; TSUJII, Jun’ichi. A maximum entropy tagger with unsupervised hidden markov models. In: Proc. of the 6th NLPRS. 2001. p. 333-340.

LOPES, Lucelene; VIEIRA, Renata. Building domain specific parsed corpora in portuguese language. in: Proceedings of ENIAC 2013, 2013, Brasil., 2013.

MANNING, Christopher.; SCHÜTZE, Hinrich. Foundations of statistical natural language processing. MIT press, 1999.

ROCHA, Luísa; FREITAS, Cláudia; SANTOS, Diana. Preparação para Leitura Distante em português: diálogos entre PLN e Humanidades Digitais. In: VI Workshop de Iniciação Científica em Tecnologia da Informação e da Linguagem Humana (TILic 2019). TILic 2019, Salvador, BA, Brazil, Outubro, 15-18, 2019.

SAMPSON, Geoffrey. Empirical Linguistics. London: Continuum, 2001.

SANCHEZ, George. Sentence boundary detection in legal text. In: Proceedings of the Natural Legal Language Processing Workshop 2019. 2019. p. 31-38.

SANTOS, Diana; BICK, Eckhard; AFONSO, Susana. Floresta Sintá(c)tica: apresentação e história do projecto. 2007. Disponível em https://www.linguateca.pt/Diana/download/SantosBickAfonsoFlorestaSet2007.pdf. Acesso em: 12 ago. 2020

SANTOS, Diana; FREITAS, Cláudia; BICK, Eckhard. OBras: a fully annotated and partially human-revised corpus of Brazilian literary works in public domain. In: CorLex, 24 de setembro de 2018.

SILVEIRA, Aline; DE SOUZA, Elvis; CAVALCANTI, Tatiana; FREITAS, Cláudia. Do PDF ao TXT: Desafios na extração de informação em textos técnico-científicos. In: VI Workshop de Iniciação Científica em Tecnologia da Informação e da Linguagem Humana (TILic 2019). TILic 2019, Salvador, BA, Brazil, Outubro, 15-18, 2019.

STRAKA, Milan; HAJIC, Jan; STRAKOVÁ, Jana. UDPipe: Trainable Pipeline for Processing CoNLL-U Files Performing Tokenization, Morphological Analysis, POS Tagging and Parsing. In: LREC. 2016.

THOMPSON, Paul; ANANIADOU, Sophia; TSUJII, Jun’ichi. The GENIA Corpus: Annotation Levels and Applications. In: Handbook of Linguistic Annotation. Springer, Dordrecht, 2017. p. 1395-1432.

Downloads

Publicado

2021-10-15

Como Citar

Cavalcanti, T., Silveira, A., de Souza, E., & Freitas, C. (2021). Os limites da palavra e da sentença no processamento automático de textos. Revista Brasileira De Iniciação Científica, 8, e021033. Recuperado de https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rbic/article/view/348