Práticas pedagógicas para uma aprendizagem significativa

possibilidades a partir das inteligências múltiplas

Autores

  • Fabiana Moreno das Neves Universidade La Salle
  • Idio Fridolino Altmann Universidade La Salle
  • Hildegard Susana Jung Universidade La Salle - Unilasalle

Palavras-chave:

Aprendizagem significativa. Atuação docente. Práticas pedagógicas. Modelagem do Ensino.

Resumo

O estudo tem por objetivo apresentar uma discussão sobre práticas pedagógicas que contribuem para uma aprendizagem significativa. A metodologia da pesquisa é a de cunho qualitativo, apoiada em uma revisão bibliográfica. Os principais achados apresentam que a aprendizagem significativa ocorre quando o indivíduo passa pelo processo de ancoragem e consegue dar sentido aos conceitos abordados por meio dos subsunçores já existentes. Como possibilidades, ao levar em conta as inteligências múltiplas e a modelagem na prática pedagógica, pode-se proporcionar o protagonismo do aluno através da mediação do professor, valorizando as vivências do indivíduo. Nesse contexto, o ambiente escolar atua como meio motivador, provendo uma aprendizagem significativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiana Moreno das Neves, Universidade La Salle

Mestra em Educação pela Universidade La Salle. Integrante do grupo de pesquisa Gestão Educacional nos diferentes contextos da mesma Universidade. Docente e professora de Matemática do Ensino Fundamental II no Colégio La Salle São João. ORCID: 0000-0003-3500-272X. 

Idio Fridolino Altmann, Universidade La Salle

Doutorando e Mestre em Educação pela Universidade La Salle. Especialista em Gerenciamento de Projetos. Integrante do grupo de pesquisa Gestão Educacional nos diferentes contextos da mesma Universidade. ORCID: 0000-0002-5420-6894.  

Hildegard Susana Jung, Universidade La Salle - Unilasalle

Doutora em Educação. Docente do Curso de Pedagogia da Universidade La Salle. Pesquisadora e professora do Programa de Pós-graduação em Educação da mesma Universidade. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5871-3060

Referências

AUSUBEL, David Paul. Educational psychology: A cognitive view. Nova York, Holt, Rinehart and Winston Inc., 1968.

BASSANEZI, Rodney Carlos. Ensino-aprendizagem com Modelagem Matemática. Contexto: São Paulo, 2002.

BROUSSEAU, Guy. Introdução ao Estudo das situações didáticas. São Paulo: Ática, 2008.

CERQUEIRA, Teresa Cristina Siqueira. O professor em sala de aula: reflexão sobre os estilos de aprendizagem e a escuta sensível. Psic: Revista da Vetor Editora, v. 7, n. 1, p. 29-38, 2006. Disponível em: https://faculdadebarretos.com.br/wp-content/uploads/2015/11/ESTILOS-DE-APRENDIZAGEM-4.pdf. Acesso em: 10 ago. 2022.

CHRISTENSEN, Clayton M.; HORN, Michael B.; JOHNSON, Curtis W. Inovação na sala de aula: como a inovação disruptiva muda a forma de aprender. Tradução Rodrigo Sardenberg. Bookman Editora, 2012.

D’ AMBROSIO, Ubiratan - Educação matemática: Da prática à teoria. 23ª ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

FREGONEZE, Gisleine Bartolomei et al. Metodologia científica. Paraná: Editora e Distribuidora Educacional S.A, 2014.

GARDNER, Howard. Estruturas da mente: a teoria das inteligências múltiplas. Tradução de Sandra Costa. Porto Alegre: Artmed, 1994.

GARDNER, Howard. Inteligência: um conceito reformulado. Tradução de Adalgisa Campos da Silva. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

LAMBLÉM, Regina Litz; BITTAR, Marilena. Reflexões sobre a teoria das situações didáticas por duas pesquisadoras em diferentes estágios da vida acadêmica. Educação Matemática Pesquisa, [s. l.], v. 20, n. 2, p. 202–221, 2018. DOI 10.23925/1983-3156.2018v20i2p202-221. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/34803/pdf. Acesso em: 30 nov. 2022.

MARTINS, Eledir da Cruz; TAVARES, Dirce Encarnacion. A Escuta Sensível - Prática do docente interdisciplinar no ensino médio. Revista Interdisciplinaridade, São Paulo, n. 6, p. 18-27, 2015. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/interdisciplinaridade/article/view/22624. Acesso em: 07 fev. 2022.

MOREIRA, Marco; MASINI, Elcie F. Salzano. Aprendizagem significativa: A teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes, 2001.

MOTTA-ROTH, Désirée.; HENDGES, Gabriela Rabuske. Produção textual na universidade. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

NETO, Manoel José de Miranda. Pesquisa para o planejamento - métodos & técnicas: roteiro para elaboração de projetos. 1. ed. Rio de Janeiro: Editor, 2005.

RAPOPORT, Andrea. Howard Gardner: teoria das inteligências múltiplas. In: SARMENTO, Dirléia Fanfa; RAPOPORT, Andrea; FOSSATTI, Paulo (org.). Psicologia e educação: perspectivas teóricas e implicações educacionais. Canoas, RS: Salles, 2008. p. 45-52.

SULEIMAN, Amal Rahif. Introdução ao estudo das situações didáticas: conteúdos e métodos de ensino. Educação Teoria e Prática, v. 45, n. 48, p. 200-206, 2015. DOI: 10.18675/1981-8106.vol25.n48.p200-206. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/8935. Acesso em: 17 ago. 2022.

TRAVASSOS, Luiz Carlos Panisset. Inteligências múltiplas. Revista de biologia e ciências da terra, v. 1, n. 2, p. 1-14, 2001. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/500/50010205.pdf. Acesso em: 17 ago. 2022.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

NEVES, F. M. das; ALTMANN, I. F.; JUNG, H. S. Práticas pedagógicas para uma aprendizagem significativa: possibilidades a partir das inteligências múltiplas. Revista Internacional de Pesquisa em Didática das Ciências e Matemática, [S. l.], v. 3, p. e022010, 2022. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/revin/article/view/811. Acesso em: 2 fev. 2023.