Inclusão escolar da criança com deficiências física e múltipla na Educação Infantil:

reflexões sobre brincar e acessibilidade

Autores

  • Elane Bahia Lemos UFBA
  • Mariane Batista Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • Sheila Uzêda Universidade Federal da Bahia
  • Nelma Galvão Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Palavras-chave:

Deficiência. Brincar. Acessibilidade. Inclusão Escolar.

Resumo

O artigo tem como objetivo contribuir para o debate sobre a importância do brincar e das interações de crianças com deficiência em espaços de lazer, destacando a relevância da acessibilidade para a efetiva inclusão na escola e nos demais contextos de desenvolvimento. Optou-se pela abordagem qualitativa, do tipo descritiva, envolvendo levantamento de dados teóricos e empíricos, cuja pesquisa de campo foi realizada através da observação e entrevista semiestruturada. A coleta dos dados ocorreu em dois municípios baianos, nos seguintes espaços: parque acessível de escola da rede municipal de Salvador e parques públicos na cidade de Feira de Santana

 

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elane Bahia Lemos, UFBA

Graduanda em Pedagogia. Universidade Federal da Bahia

Mariane Batista, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Graduanda em Bacharelado Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade. Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Sheila Uzêda, Universidade Federal da Bahia

Doutorado em Educação. Universidade Federal da Bahia.

Nelma Galvão, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Doutorado em Educação (UFBA). Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Referências

ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 16071:2012. Norma para Playground. Rio de Janeiro: ABNT. 2012. Disponível em: http://www.abnt.org.br/noticias/3562-normas-garantem-a-seguranca-para-playgrounds. Acesso em: 1 jul. 2019.

ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 9050. Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. 2015. Disponível em: https://www.ufpb.br/cia/contents/manuais/abnt-nbr9050-edicao-2015.pdf. Acesso em 1 jul. 2019.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Presidência da República. 5 de outubro de 1988, Brasília, DF. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em 12 out. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial. A inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais: deficiência física. Brasília, DF. 2006.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial: educação especial, um direito assegurado. Brasília: MEC / SEESP, 1994.

BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente no Brasil, Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Presidência da República Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos. Disponível em: http://www.crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/camara/esttuto_crianca_adolescente_9ed.pdf. Acesso em 12 out. 2018.

BRASIL. Declaração de Salamanca e linha de ação sobre necessidades educativas especiais. Brasília: UNESCO, 1994.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em 12 out de 2018.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Especial na Educação Básica. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial, Brasília, 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/diretrizes.pdf. Acesso em 12 out.2018.

BRASIL. Parâmetros Nacionais de Infra-Estrutura Para as Instituições de Educação Infantil. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, Brasília. 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Educinf/miolo_infraestr.pdf. Acesso em 02 nov.2018.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Brasília: MEC/SEESP, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em 22 de mai. de 2020.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental, Brasília, DF. 2010. Disponível em: http://ndi.ufsc.br/files/2012/02/Diretrizes-Curriculares-para-a-E-I.pdf/. Acesso em 12 out. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Brinquedos e brincadeiras de creches: manual de orientação pedagógica. Brasília: MEC/SEB, 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf. Acesso em 22 de mai. de 2020.

BRASIL. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência Lei nº 13.146 de 06 de julho de 2015. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm> Acesso em: 08 dez de 2018.

CARNEIRO, Relma Urel Carbone. Educação Inclusiva na Educação Infantil. Práxis Educacional. Vitória da Conquista, v8, n12, p.81-95, 2012. Disponível em: http://periodicos.uesb.br/index.php/praxis/article/view/735. Acesso em 06 nov.2018.

CRUZ, Silvia Helena Vieira; CRUZ, Rosimeire Costa de Andrade. O ambiente na educação infantil e a construção da identidade da criança. Em Aberto, Brasília, v. 30, n. 100, p. 71-81, set./dez. 2017.

GOMES FILHO, João Design do objeto: bases conceituais 2ª Edição. São Paulo: Escrituras. 2020

IIDA, Itiro GUIMARÃES, Lia Buarque de Macedo. Ergonomia. 2. ed. São Paulo: Blucher, 2016.

MANZINI, Eduardo José; CORRÊA, Priscila Moreira. Avaliação de acessibilidade na educação infantil e no ensino superior. São Carlos: Marquezine e Manzini, ABPEE, 2014.

MAZZOTTA, Marcos José da Silveira. Educação Especial no Brasil: história e políticas públicas. São Paulo: Cortez Editor, 1996.

MULLER, Marcele Suzete, ALMEIDA Eloisa Santana, TEIXEIRA Fabio Gonçalves Design Inclusivo: Playground para todas as crianças. Human Factors in Design: V 3, n. 5 Revista do Programa de Pós Graduação em Design, Universidade Estadual de Santa Catarina. Santa Catarina, 2014.

OLIVEIRA, Zilma de Morais Ramos. Educação Infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2011.

STAINBACK, Susan.; STAINBACK, William. Inclusão: um guia para educadores. Artmed, Ed. Porto Alegre: trad. Magda França Lopes, 1999.

Downloads

Publicado

2021-03-28

Como Citar

Bahia Lemos, E., de Jesus Batista, M. ., de Quadros Uzêda, S., & de Cássia Silva Sandes Galvão, N. (2021). Inclusão escolar da criança com deficiências física e múltipla na Educação Infantil:: reflexões sobre brincar e acessibilidade. Revista Brasileira De Iniciação Científica, 8, e021014. Recuperado de https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rbic/article/view/154