Ethos Profissional Docente

Um percurso constitutivo por discursos e saberes

Autores

  • Célia Zeri de Oliveira Universidade Federal do Pará
  • Jailma Bulhões Campos Universidade Federal do Pará

Palavras-chave:

Ethos docente., Profissionalização docente., Competências., Saberes.

Resumo

Neste artigo realizamos uma incursão pelos caminhos da construção do ethos profissional docente da área de Letras - Língua Portuguesa, refletindo acerca das humanidades como base de formação e fio condutor para a completude das competências para ensinar. A construção do ethos docente ocorre pela concretização antropológica-constituinte através das estruturas dialógicas materializadas pela comunicação. Metodologicamente, tomamos como fonte discursiva entrevistas concedidas pelos professores, tendo como linha mestra uma questão norteadora nas dimensões categórica, experiencial e ideológica para averiguar como se dá a construção do ethos. Os resultados inserem a identificação da profissionalidade docente impregnada de saberes e crenças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célia Zeri de Oliveira, Universidade Federal do Pará

Célia Zeri de Oliveira. Licenciada em Letras – Português e Inglês pela Faculdade de Educação de Alta Floresta (1999), Mestre em Línguas e Culturas pela Universidade de Aveiro (2005), Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade de Aveiro (2015). Atualmente é professora adjunta na área de ensino-aprendizagem de línguas na Licenciatura em Letras e na Pós-Graduação em Letras na UFPA/ILC/FALE/PPGL. Atuou como docente no ensino básico tendo ensinado por  12 anos, no ensino fundamental e médio, nas áreas de língua portuguesa e língua inglesa.   Leciona no ensino  superior  principalmente nas seguintes áreas: Formação Docente,  Gêneros Textuais/discursivos, Letramentos,  Estágio Supervisionado.  Os seus interesses de pesquisa são em formação e desenvolvimento profissional docente, letramentos e multiletramentos, formação de leitores na perspectiva histórico-cultural, estudo dos gêneros textuais.

 

Jailma Bulhões Campos, Universidade Federal do Pará

Doutorado em Multimédia em Educação, pela Universidade de Aveiro/Portugal (2020). mestrado em Letras: linguística, pela Universidade Federal do Pará (2006). Especialização em tecnologias no ensino do português, pela Universidade Federal de Pernambuco (2014) e graduação em Letras - licenciatura em língua inglesa e em língua portuguesa pela Universidade Federal do Pará (2003). É docente permanente do quadro de professores do Instituto de Letras e Comunicação/UFPA. Integra o grupo de pesquisa Letramentos, identidades, diversidades (UFPA/CNPq) e coordena o projeto de pesquisa Oficina de gamificação, no qual desenvolve pesquisa interventiva voltada para a criação de objetos digitais gamificados para suporte de aprendizagem de leitura. Tem experiência nos temas: formação docente, tecnologia digital e linguagens, motivação e engajamento para aprendizagem e pesquisa sobre o uso de gamificação em educação.

Referências

ADAM, J.M. Linguistique textuelle: des genres de discours aux textes. Paris: Nathan, 1999.

ALARCÃO, I. Professores Reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2011

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo: Hucitec, (1929) 1992

______. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, (1979, 1988) 2003

BAZERMAN, C. Systems of Genres and the enactment of social intentions. In: FREEDMAN, A.;

BRONCKART, J. Genre of texts, types of discourses. Voies Livres, 1996

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996.

BERNSTEIN, B. Class, code and control: the structuring of pedagogic discourse. London: Routledge, 1990

CEREJA, W. R. Ensino de literatura- uma proposta dialógica para o trabalho com literatura. São Paulo: Editora Atual, 2005

FIORIN, J. Argumentação. São Paulo: Contexto, 2017

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996

_____. Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1987

GUEDES, P. A formação do professor de português: que língua vamos ensinar? S. Paulo: Parábola Editoral, 2006

HALLIDAY, M. Language, context and text. Oxford: OUP, 1989

HASAN, R. The conception of context in text. In: FRIES, P.; E Gregory, M. (orgs). Discourse in society: systemic functional perspectives. Norwood: Abex, 1995.

MAINGUENEAU, D. Genèses du discours. Bruxelles: Pierre Mardaga Editeur, 1984.

_________Discurso e análise do discurso. São Paulo: Parábola, 2015

________ A propósito do ethos. In: MOTTA, A. et al. Ethos discursivo. São Paulo: Editora Contexto, 2015, pp. 11-33.

_______. Retorno crítico sobre o ethos. In: BARONAS, R.; MESTI, P.; CARREON, R. (orgs.). Análise do discurso: entorno da problemática do ethos, do político e de discursos constituintes. São Paulo: Pontes, 2016, pp. 13-33.

MILLER, C. Rhetorical Community: in cultural basis of genre. In: FREEDMAN, A.; MEDWAY, P. (orgs). Genre and new rhetoric. London: Taylor & Francis, 1994, pp. 67-78.

NÓVOA, A. Diz-me como ensinas, dir-te-ei quem és e vice-versa. In: FAZENDA, I. (Org.). A pesquisa em educação e as transformações do conhecimento. Campinas: Papirus, 1995.

OLIVEIRA, C. Autonomia do exercício Docente: reflexões acerca do conhecimento de si como profissional docente. Revista Humanidades e Inovação, v.5, n. 1, pp. 281-293, 2018

SILVA, V. As humanidades, os estudos culturais, o ensino da literatura e a política da língua portuguesa. Coimbra: Almedina, 2010.

SMALL, H. The value of the humanities. Oxford: Oxford University Press, 2013

SWALES, J. Genre analysis. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

VICENTE, J. Subsídios para uma didáctica comunicacional no ensino-aprendizagem da filosofia. Revista Filosófica de Coimbra. v. 3, n. 6, 1994. pp. 321-358.

VIGOTSKY, L. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2005

Downloads

Publicado

2021-10-17

Como Citar

OLIVEIRA, C. Z. de; BULHÕES CAMPOS, J. Ethos Profissional Docente: Um percurso constitutivo por discursos e saberes . Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 6, p. 81–103, 2021. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rifp/article/view/549. Acesso em: 14 abr. 2024.