Cidadão neoliberal?

Práticas pedagógicas subjacentes ao modelo Escola Cidadã Integral Técnica (ECIT) da rede estadual da Paraíba

Autores

  • Francisco Vieira da Silva Vieira da Silva Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Avelino Aldo de Lima Neto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

Palavras-chave:

Educação profissional. Discurso. Neoliberalismo. Práticas pedagógicas.

Resumo

Considerando o protagonismo dado ao modelo Escola Cidadã Integral Técnica (ECIT) no âmbito da formulação de políticas públicas estaduais da Paraíba e a possibilidade de integração entre a formação cidadã e a preparação para o mercado de trabalho, o estudo analisa práticas pedagógicas subjacentes a documentos do referido modelo. O aporte teórico reside nos estudos discursivos foucaultianos. O corpus compreende três fascículos publicados no site das ECITs. As análises permitem entrever a defesa de uma inserção rápida do egresso do formato ECIT no mercado de trabalho, supondo, assim, uma formação fragmentada, e o aprimoramento de competências socioemocionais em franca sintonia com os ditames da racionalidade neoliberal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Vieira da Silva Vieira da Silva, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Doutor em Linguística. Docente da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). 

Avelino Aldo de Lima Neto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

Doutor em Educação. Docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). 

Referências

ALVES, Y. V.; AZEVEDO, M. A. Trabalho e terceirização: implicações nas políticas de educação e trabalho para jovens no Brasil. Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica, Natal, v. 1, n. 18, p. 1-17. 2020. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/6953/pdf. Acesso em: 10 dez. 2021.

BALL, S. J. Educação global S/A: novas redes de política e imaginário neoliberal. Ponta Grossa: EdUEPG, 2014.

BARZOTTO, C. E.; SEFFNER, F. Escola sem partido e sem gênero: redefinição das fronteiras entre público e privado na educação, Rev. FAEEBA – Ed. Comp., Salvador, v. 29, n. 58, p. 150-167, abr./jun. 2020.

BRASIL. Lei nº 13. 415 de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis n º 9.394, de 20 de dezembro de 1996 e dá outras providências. Brasília: Casa Civil, 2017.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular – BNCC do Ensino Médio. Brasília, DF: MEC, 2018.

CARDOSO, S.; OLIVEIRA, L. M. V.; OLIVEIRA, V. H. N. Juventude e neoliberalismo: interfaces para pensar o currículo do ensino médio, Reflexão e Ação. Santa Cruz do Sul, v. 29, n. 3, p. 57-73, set./dez. 2021.

CARVALHO, A. F. A escola contemporânea e a desertificação institucional: o demérito da res publica. In: GALLO, S.; MENDONÇA, S. A escola: uma questão pública. São Paulo: Parábola, 2020. p. 85-101.

CHAVES, D.; MOTTA, V. C.; GARWRYSZEWSKI, B. Programa Solução Educacional: uma formação para a resiliência em tempos de agudas contradições, Perspectiva, Florianópolis, v. 38, n. 3, jul/set. 2020.

CIAVATTA, M.; RAMOS, M. Ensino médio e educação profissional no Brasil: dualidade e fragmentação, Retratos da escola, Brasília, v. 5, n. 8, p. 27-41, jan./jun. 2011.

DARDOT, P.; LAVAL, C. A nova razão do mundo: ensaios sobre a sociedade neoliberal. Trad. Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2016.

DELEUZE, G. Pós-scriputm sobre as sociedades de controle. In: DELEUZE, G. Conversações. Trad. Peter Pál Pelbart. São Paulo: Editora 34, 2006. p. 219-226.

FOUCAULT, M. O nascimento da biopolítica: curso dado no Collège de France: (1978-1979). Trad. Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Trad. Luiz Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

HAN, B. C. Psicopolítica: o neoliberalismo e as novas técnicas de poder. Trad. Maurício Liesen. Âyiné: Belo Horizonte, 2018.

HYPOLITO, Á. M. Padronização curricular, padronização da formação docente: desafios da formação pós-BNCC, Práxis Educacional, Vitória da Conquista, n. 46, v. 17, p. 1-18, jul./set. 2021.

KNÖPKER, M.; COSTA, M. V. Fazendo o neoliberalismo funcionar “dentro de nós”: pedagogia das organizações sociais sem fins lucrativos e formação docente, Pro-posições, Campinas, v. 32, e20180137, 2021.

LAVAL, C. A escola não é uma empresa: o neo-liberalismo como ataque ao ensino público. Trad. Maria Luiza M. de Carvalho e Silva. Londrina: Editora Planta, 2004.

LOPÉZ, M. Gratuidade e promoção. In: LARROSA, J.; RECHIA, K. C.; CUBAS, C. J. (orgs). Elogio do professor. Belo Horizonte: Autêntica, 2021. p. 189-200.

MACEDO, E. F. Fazendo a Base virar a realidade: competências e germe da comparação, Retratos da escola, Brasília, v. 13, n. 25, p. 39-58, jan./mai. 2019.

MEDEIROS NETA, O. M. de; LIMA NETO, A. A.; THOMAS, J. Educação profissional e técnica na França e no Brasil: histórias cruzadas, História Revista, Goiânia, v. 25, n. 2, p. 7-30, maio/ago. 2020.

NAVARRO, P. Estudos discursivos foucaultianos: questões de método para análise de discursos, Moara, Belém, v.1, n. 57, p. 8-33, 2020.

PARAÍBA. Plano Estadual de Educação. Lei nº 10. 488, 23 de junho de 2015. Aprova o Plano Estadual de Educação. Paraíba: Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, 2015.

PARAÍBA. Articulação curricular e projetos empreendedores: uma prática inovadora na rede pública da Paraíba. João Pessoa: Secretaria de Educação; A União, 2018.

PARAÍBA. Disciplinas empreendedoras: metodologias para uma aprendizagem integral e cidadã. v. 2. João Pessoa: Secretaria da Educação; A União, 2021.

PARAÍBA. Currículo por competências e habilidades: caminhos para a integração entre a formação básica e a educação profissional e técnica. v. 3. . João Pessoa: Secretaria da Educação; A União, 2021.

RESENDE, H. A educação por toda a vida como estratégia de biorregulação neoliberal. In: RESENDE, H. (org). Michel Foucault: a arte neoliberal de governar a educação. São Paulo: Intermeios; Brasília: Capes/CNPq, 2018. p. 77-94.

SAFATLE, V. A economia é a continuação da psicologia por outros meios: sofrimento psíquico e neoliberalismo como economia moral. In: SAFATLE, V.; SILVA JUNIOR, N.; DUNKER, C. (orgs.). Neoliberalismo como gestão do sofrimento psíquico. Belo Horizonte: Autêntica, 2021. p. 11-38.

SCHERER, R. P.; GRÄFF, P. Professor, tutor ou coach? Reflexões sobre a docência em um contexto de capitalismo flexível e emocional, Revista Tempos e Espaços em Educação. Aracaju, v. 13, n. 32, 2020.

SILVA, E. C. ; SOUZA, F. C. S; SILVA, F. V. Programa Novos Caminhos: a dualidade assumida? South American Journal of Basic Education, Technical and Technological, Rio Branco, v. 7, p. 271-292, 2020.

SIMEÃO, J. D. L. Sociologia no currículo do ensino médio integrado dos Campi de Natal do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte: desafios e possibilidades da formação humana integral e cidadã. 203 f. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional). Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte: Natal, 2020.

SISTEMA DE ENSINO DE ESCOLAS CIDADÃS INTEGRAIS TÉCNICAS. Quem somos. 2020. Disponível em: http://see.pb.gov.br/metodoecit/quem-somos/. Acesso em: 21 mar. 2021.

SOUZA, R. M. O discurso do protagonismo juvenil. 2006. 371 f. Tese (Doutorado em Sociologia) – Programa de Pós-Graduação em Sociologia. Universidade de São Paulo: São Paulo, 2006.

STANDING, G. O precariado: a nova classe perigosa. Trad. Cristina Antunes. Autêntica: Belo Horizonte, 2020.

TRISOTTO, F. Jovens da ‘geração quarentena’ precisarão de ajuda dos governos para conseguir emprego, diz diretor da OIT, O Globo, Rio de Janeiro, 16 dez. 2021.

Downloads

Publicado

2023-06-29

Como Citar

VIEIRA DA SILVA, F. V. da S.; ALDO DE LIMA NETO, A. Cidadão neoliberal? Práticas pedagógicas subjacentes ao modelo Escola Cidadã Integral Técnica (ECIT) da rede estadual da Paraíba. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 8, p. e023012, 2023. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rifp/article/view/952. Acesso em: 23 fev. 2024.