Bullying no contexto escolar

caracterização, causas e consequências

Autores

  • Cleber Sanfelici Otero Universidade Cesumar - UNICESUMAR
  • João Gabriel Yaegashi Universidade Cesumar - UNICESUMAR

Palavras-chave:

Bullying. Contexto escolar. Violência escolar. Cultura. Paz social

Resumo

O enfrentamento das práticas de violência é um desafio na contemporaneidade, especialmente para a escola. Nesse sentido, este estudo, de cunho bibliográfico e exploratório, com o emprego do método de abordagem hipotético-dedutivo, tem como objetivo caracterizar o bullying e discutir as causas e as consequências dessa forma de violência para vida de crianças e adolescentes. A partir do material encontrado, foi possível traçar um panorama a respeito do bullying no contexto escolar e suas repercussões na vida dos envolvidos. Os dados levantados evidenciam que as vivências de bullying podem causar sérios danos à vida das vítimas. Todavia, a intensidade desses impactos difere entre as pessoas, pois depende de como a vítima se coloca diante da situação e da ajuda que recebe dos pais e dos professores. Por essa razão, é de suma importância que sejam elaborados programas preventivos e de intervenção que envolvam pais, escola e comunidade, a fim de evitar o sofrimento psíquico dos envolvidos e contribuir para a cultura da paz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleber Sanfelici Otero, Universidade Cesumar - UNICESUMAR

Doutor em Direito Constitucional pela Instituição Toledo de Ensino (ITE, Bauru/SP). Graduado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP, São Paulo/SP).  Docente no Programa de Mestrado e Doutorado em Ciências Jurídicas da Universidade Unicesumar (UNICESUMAR, Maringá/PR). Juiz Federal. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6035-7835

João Gabriel Yaegashi, Universidade Cesumar - UNICESUMAR

Mestre em Ciências Jurídicas. Universidade Unicesumar (UNICESUMAR). Bolsista CAPES. Graduado em Direito pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Advogado. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-6341-0942

Referências

ABRAMOVAY, Miriam; RUA, Maria das Graças. Violências nas escolas. Brasília, DF: UNESCO, 2002.

ALLISON, Kimberley R.; BUSSEY, Kay. Cyber-bystanding in context: a review of the literature on witnesses' responses to cyberbullying. Child Youth Serv Rev, Sydney, 65, 183-194, 2016. Disponível em: https://doi.org/doi:10.1016/j.childyouth.2016.03.026. Acesso em: 30 ago. 2022.

BANA, Isabella. Bullying, homofobia e responsabilidade civil das escolas: uma análise sob a proteção dos direitos da personalidade. Birigui: Boreal, 2016.

BAYRAKTAR, Fatih; MACHAKOVA, Hana; DEDKOVA, Lenka; CERNA; Alena; ŠEVČÍKOVÁ, Anna. Cyberbullying: the discriminant factors among cyberbullies, cybervictims, and cyberbully-victims in a Czech adolescent sample. Journal of Interpersonal Violence, Brun, v. 30, p. 3192-3216, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1177/0886260514555006. Acesso em: 30 ago. 2022.

BRASIL. Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940. Código penal. Brasília, DF: Presidência da República, 1940. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del2848compilado.htm. Acesso em: 14 dez. 2022.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm

Acesso em: 16 fev. 2023.

BRASIL. Lei nº 7.716, de 05 de janeiro 1989. Lei do Racismo. Define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor. Brasília DF: Presidência da República, 1989. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7716.htm. Acesso em: 14 de fev. 2023.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 30 ago. 2022.

BRASIL. Lei nº 13.185, de 6 de novembro de 2015. Institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying). Brasília, DF: Presidência da República, 2015a. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13185.htm. Acesso em: 16 fev. 2023.

BRASIL. Plenário do Supremo Tribunal Federal. Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão 26/DF. Relator(a): Min. Celso de Mello, julgado em 13/06/2019, DJe 06/10/2020. 2020c. Disponível em:

https://jurisprudencia.stf.jus.br/pages/search?classeNumeroIncidente=%22ADO%2026%22&base=acordaos&sinonimo=true&plural=true&page=1&pageSize=10&sort=_score&sortBy=desc&isAdvanced=true. Acesso em: 16 abr. 2022.

CAGLIARI, Cláudia Taís Siqueira. A prática dos círculos restaurativos como política pública de prevenção ao bullying e ao cyberbullying nas escolas: uma análise a partir da Lei 13.474/2010 (RS) e da sua implantação pelas coordenadorias regionais de educação do Vale do Rio Pardo e Taquari – RS. Orientadora: Marli Marlene Moraes da Costa. 2014. 223f. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, 2014.

COSTA NETO, Antonio Lourenço da. Responsabilidade civil nos casos de bullying. Orientadora: Maria Vital da Rocha. 2019. 111f. Dissertação (Mestrado em Direito) - Centro Universitário 7 de Setembro, Fortaleza, CE, 2019.

COUTINHO, Karen de Azevedo. As representações sociais de acadêmicos do curso de Pedagogia acerca do bullying. Orientadora: Solange Franci Raimundo Yaegashi. 2017. 212f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2017.

COUTINHO, Karen de Azevedo; YAEGASHI, Solange Franci Raimundo; OLIVEIRA JUNIOR, Isaias Batista de. Bullying homofóbico e religiosidade: representações sociais de acadêmicos do Curso de Pedagogia. Série-Estudos, Campo Grande, v. 27, n. 60, p. 83-103, 2022. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2318-19822022000200083&lng=es&nrm=iso. Acesso em: 16 fev. 2023.

FANTE, Cléo. Fenômeno bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 2. ed. São Paulo: Verus, 2005.

FANTE, Cleo; PEDRA, José Augusto. Bullying escolar: perguntas e respostas. Porto Alegre: Artmed, 2008.

FERREIRA, Júlia Neves. A percepção de elementos constituintes do bullying a partir de situações de intimidação na escola. Orientadora: Luciana Aparecida Nogueira da Cruz. 2020. 105f. Dissertação (Mestrado em Ensino e Processos Formativos) – Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2020.

GALUCH, Maria Terezinha Bellanda. et al. Bullying e preconceito não são brincadeira: reflexões sobre a violência escolar. São Paulo: Benjamin Editorial, 2020.

GONÇALVES, Diogo Costa. Pessoa e Direitos de Personalidade. Coimbra: Almedina, 2008.

HUNTER, Nick. Vencendo o cyberbullying. Tradução: Silva Ribeiro. São Paulo: Hedra Educação, 2012.

LAGO, Andréa Carla de Moraes Pereira. Gestão dos conflitos e da violência escolar: da prevenção à resolução por meio da mediação escolar. Maringá: Sinergia Casa Editorial, 2019.

LIMA, Ana Maria de Albuquerque. Cyberbullying e outros riscos na internet: despertando a atenção de pais e professores. Rio de Janeiro: Walk, 2011.

LOPES NETO, Aramis Antonio. Bullying: comportamento agressivo entre estudantes. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 81, n. 5. p. 164-172, 2005. Disponível em: http://www.observatoriodainfancia.com.br/IMG/pdf/doc-158.pdf. Acesso em: 18 ago. 2022.

MAGALHÃES, Mariana; CAMEIRA, Miguel; RODRIGUES, Liliana; NOGUEIRA, Conceição. Cyberbullying e comunicação de teor homofóbico na adolescência: estudo exploratório das suas relações. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v.23, e195825, p. 1-11, 2019. Disponível: https://www.scielo.br/j/pee/a/mF8f8GGvXdvV53hKTqCVSgz/?lang=pt. Acesso em: 18 fev. 2023.

MENDES, José; QUEIRÓS, Susana; PEDRO, Marina; OLIVEIRA, Marta. Importância dos enfermeiros na identificação do Cyberbullying: revisão sistemática. Revista Portuguesa de Investigação Comportamental e Social. Coimbra, v. 5, n. 1, p. 99-110, fev. 2019. Disponível em: https://rpics.ismt.pt/index.php/ISMT/article/view/105/347. Acesso em: 23 ago. 2022.

MORETTI, Constanza.; HERKOVITS, Damián. De vítimas, perpetradores y espectadores: una meta-etnografía de los roles en el ciberbullying. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 37, n. 4, e00097120, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/5tqGgm7fGVs8xDsKqmW9v7r/?format=pdf&lang=es. Acesso em: 15 abr. 2022.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Conceitos, teorias e tipologias de violência: a violência faz mal à saúde individual e coletiva. In: NJAINE, Kathie; ASSIS, Simone Gonçalves de; CONSTANTINO, Patricia; AVANCI, Joviana Quintes (Orgs.). Impactos da violência na saúde. 4. ed. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2020, p. 21-42.

NEVES, Mariana Moreira. Título. Combate ao bullying no Brasil pela responsabilização civil das instituições privadas de ensino. Orientador: Antônio Carlos Efing. 2015. 142f. Dissertação (Mestrado em Direito). Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2015.

OLWEUS, Dan. Bullying at school: What we know and what we can do. London: Blackwell, 1993.

PINGOELLO, Ivone. Bullying em sala de aula. Maringá: Vivens, 2014.

PORFÍRIO, Francisco. Violência no Brasil. 2021. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/violencia-no-brasil.htm. Acesso em: 11 jun. 2022.

RIBEIRO, Neide Aparecida. Cyberbullying: práticas e consequências da violência virtual na escola. Orientador: Geraldo Caliman. 2018. 245 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Católica de Brasília, 2018.

SHARIFF, Shaheen. Ciberbullying: questões e soluções para a escola, a sala de aula e a família. Porto Alegre: ArtMed, 2011.

SILVA, Georgia Rodrigues Reis; LIMA, Maria Luiza Carvalho de; ACIOLI, Raquel Moura Lins; BARREIRA, Alice Kelly. A influência da violência familiar e entre pares na prática do bullying por adolescentes escolares. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.26 (Supl. 3), p.4933-4943, 2021. Disponível: https://www.scielosp.org/pdf/csc/2021.v26suppl3/4933-4943/pt. Acesso em: 11 jun. 2022.

YAEGASHI, João Gabriel; OTERO, Cleber Sanfelici; YAEGASHI, Solange Franci Raimundo.; SÁNCHEZ-HUETE, Juan Carlos; NADER, Michele. O cyberbullying e seus impactos na adolescência. Notandum, Maringá, n.58, p. 141-159, 2022a. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/notandum/article/view/57406/751375153389. Acesso em: 10 fev. 2023.

YAEGASHI, João Gabriel. A responsabilidade civil como instrumento de tutela da personalidade em face do bullying e cyberbullying escolar. Orientador: Cleber Sanfelici Otero. 2023. 191 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Jurídicas) – Universidade Cesumar (UNICESUMAR), Maringá, 2023.

Downloads

Publicado

2023-02-24

Como Citar

OTERO, C. S.; YAEGASHI, J. G. Bullying no contexto escolar: caracterização, causas e consequências. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 8, p. e023003, 2023. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rifp/article/view/869. Acesso em: 21 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.