Currículos, programas e práticas

um estudo comparado de dois cursos de formação inicial de professores em Portugal e na Suécia no âmbito do processo de Bolonha

Autores

  • Filomena Rodrigues Universidade de Lisboa
  • Maria João Mogarro Universidade de Lisboa

Palavras-chave:

Currículo. Prática supervisionada. Formação inicial de professores. Processo de Bolonha. Ensino das ciências.

Resumo

Sabendo que a formação inicial se constitui como o local privilegiado para a preparação de profissionais qualificados, torna-se importante estudar os currículos que caracterizam essa formação. Utilizando uma metodologia qualitativa de estudo de caso múltiplo, caracterizámos e comparámos os currículos de formação inicial de professores, da área das ciências naturais, de duas instituições de ensino superior europeias (Universidade de Lisboa, em Portugal, e Universidade de Malmo, na Suécia), no que se refere à sua estrutura e importância atribuída à componente curricular prática (prática de ensino, isto é, o estágio). Concluímos que a atual formação que habilita para a docência, em ambas as universidades, resulta de uma reestruturação “imposta” pela implementação do processo de Bolonha. Verifica-se que a estrutura é bastante diferente em ambas as instituições, destacando-se as diferenças relativas à duração da formação e à distribuição da componente curricular prática. A importância de se conhecer não só as realidades europeias mas também as realidades luso-brasileiras levam-nos a perspetivar possíveis cooperações futuras entre instituições portuguesas e brasileiras, para alargamento deste tipo de estudos ao espaço lusófono.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Filomena Rodrigues, Universidade de Lisboa

Mestre em Educação, especialização em Formação de Professores, pela Universidade de Lisboa e doutoranda na mesma área. Instituto de Educação, Universidade de Lisboa. 

Maria João Mogarro, Universidade de Lisboa

Doutora em Ciências da Educação pela Universidade de Lisboa. Instituto de Educação, Universidade de Lisboa. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5841-9280

Referências

ALARCÃO, Isabel; TAVARES, José. Supervisão: conceitos e práticas. In Supervisão da prática pedagógica: uma perspectiva de desenvolvimento e aprendizagem. Coimbra: Almedina, 2010, p. 15-44.

DARLING-HAMMOND, Linda; BANKS, James; ZUMWALT, Karen; GOMEZ, Louis; SHERIN, Miriam Gamoran;, GRIESDORN, Jacqueline; FINN, Lou-Ellen. Educational goals and purposes: developing a curricular vision for teaching. In DARLING-HAMMOND L.; BRANSFORD, J. (Org.). Preparing teachers for a changing world: what teachers should learn and be able to do. San Francisco, CA: Jossey-Bass, 2005, p. 169-200.

DARLING-HAMMOND, Linda; HAMMERNESS, Karen; GROSSMAN, Pamela; RUST, Frances; SHULMAN, Lee. The design of teacher education programs. In DARLING-HAMMOND, L.; BRANSFORD, J. (Org.). Preparing teachers for a changing world: what teachers should learn and be able to do. San Francisco, CA: Jossey-Bass, 2005, p. 390-44.

GASPAR, Maria Ivone, ROLDÃO, Maria do Céu. Desenvolvimento curricular: conceito ou conceitos? In Elementos do desenvolvimento curricular. Lisboa: Universidade Aberta, 2007, p.17-47.

OCDE. OECD better life index. Disponível em: <http://www.oecdbetterlifeindex.org/>. Acesso em: 6 de nov. 2012.

PACHECO, José Augusto. Currículo: teoria e práxis. Porto: Porto Editora, 2001.

PORTUGAL. Decreto-Lei N.º 42/2005, de 22 de fevereiro de 2005. Diário da República – I Série-A, 37, p. 1494-1499.

PORTUGAL. Decreto-Lei N.º 74/2006, de 24 de março de 2006. Diário da República – I Série-A, 60, p. 2242-2257.

PORTUGAL. Decreto-Lei N.º 43/2007, de 22 de fevereiro de 2007. Diário da República, 1.ª Série, 38, p. 1320-1328.

RODRIGUES, Filomena do Rosário Alves. Aprender a ensinar: estudo comparado sobre currículos e práticas na formação inicial de professores. O ensino das ciências em duas instituições de ensino superior europeias. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação) – Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores, Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, 2013.

SNOEK, Marco; ŽOGLA, Irēna. Teacher Education in Europe; Main Characteristics and Developments. In Swenen, A.; Klink, M. (Org.). Becoming a Teacher Educator: Theory and Practice for Teacher Educators. Heidelberg: Springer, 2009, p. 11-27.

SUÉCIA. Swedish Code of Statutes 1993:100, de 4 de fevereiro de 1993. The Higher Education Ordinance. Tradução, em língua inglesa, de Novembro de 2011; inclui alterações estabelecidas pela Swedish Code of Statutes 2011:946. Disponível em: <http://www.hsv.se/lawsandregulations/thehighereducationordinance.4.5161b99123700c42b07ffe3981.html>. Acedido em: 23 de out. 2012.

SUÉCIA. Govt. Bill 2009/10:89, apresentada ao Parlamento sueco a 11 de fevereiro de 2010. Top of the class – new teacher education programmes. Fact Sheet U10.009, de 5 de Março de 2010. Disponível em: <http://www.government.se/sb/d/12748/a/140951>. Acesso em 16 de out. 2012.

SWEDISH NATIONAL AGENCY FOR HIGHER EDUCATION. Swedish universities & university colleges. Short Version of Annual Report 2012. Stockholm: Swedish National Agency for Higher Education, 2012. Disponível em: <http://www.hsv.se/download/18.485f1ec213870b672a680003125/1218R-swedish-universities-annual-report-2012.pdf>. Acedido em: 3 de nov. 2012.

TAVARES, José Pereira da Costa. A formação como construção do conhecimento científico e pedagógico. In Sá-Chaves, I. (Org.). Percursos de formação e desenvolvimento profissional. Porto: Porto Editora, 1997, p. 59-77.

Downloads

Publicado

2019-01-31

Como Citar

RODRIGUES, F.; MOGARRO, M. J. Currículos, programas e práticas: um estudo comparado de dois cursos de formação inicial de professores em Portugal e na Suécia no âmbito do processo de Bolonha. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 4, n. 2, p. 76–97, 2019. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rifp/article/view/164. Acesso em: 25 jul. 2024.