A aula-passeio como experiência vivida

Freinet no ensino superior

Autores

  • Flávia Cristina Oliveira Murbach de Barros Faculdades Integradas de Ourinhos
  • Andréia Maria de Souza Vieira Faculdades Integradas de Ourinhos

Palavras-chave:

Prática educativa. Ensino superior. Aula passeio. Freinet.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo relatar a relevância das aulas-passeios no Ensino Superior para a formação cultural e acadêmica dos alunosdo curso de Pedagogia das Faculdades Integradas de Ourinhos. Baseando-se nos princípios e metodologias da pedagogia de Celestin B. Freinet, a aula-passeio é um momento de vivenciar, descobrir e sentir novas sensações, despertando novos interesses e curiosidades nos alunos. Nessa perspectiva, os procedimentos metodológicos pautaram-se em pesquisa bibliográfica e de campo, e aulas-passeio realizadas pelosdo curso de Pedagogia a museus, exposições, pontos culturais, teatros, escolas, associações e universidade. Consideramos fundamentais as atividades práticas da Pedagogia Freinet, em especial a aula-passeio, como um instrumento didático que visa à compreensão da relação teoria e prática, a produção do sentido pessoal nas atividades realizadas em sala e a mobilização da quebra de paradigmas na construção de novas formas de pensar e agir.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Cristina Oliveira Murbach de Barros, Faculdades Integradas de Ourinhos

Doutora em Educação (UNESP). Faculdades Integradas de Ourinhos.

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-0837-7510

Andréia Maria de Souza Vieira, Faculdades Integradas de Ourinhos

Mestre em Educação (UNOESTE). Faculdades Integradas de Ourinhos

Referências

ARAÚJO, M. F. F. de; PRAXEDES, G. C. A aula passeio da pedagogia de Célestin Freinet como possibilidade de espaço não formal de educação. Ensino Em Re-Vista, v.20, n.1, p.243-250, jan./jun. 2013.

BARROS, Flávia Cristina Oliveira Murbach de. A teoria histórico-cultural e ospressupostosmetodológicos de Celestin B. Freinet na educação infantil. Revista IberoAmericanade Estudos em Educação, Araraquara, v. 12, n. esp. 1, p.649-668, 2017.

Disponível em:<http://dx.doi.org/10.21723/riaee.v12.n.esp.1.2017.9670>. E-ISSN:1982-5587.

ELIAS, M. C. Pedagogia Freinet – Teoria e Prática. Campinas: Papirus, 1997.

FAZENDA, I. C. A Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro:efetividade ouideologia? São Paulo: Loyola, 1992.

FREINET, C. As técnicas Freinet da Escola Moderna. Tradução: Silva Letra. Lisboa: Editorial Estampa, 1973.

__________. Ensaios de Psicologia sensível. São Paulo: Martins Fontes,1998

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. 8ª Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 1996.

IMBERNÓN, F. Pedagogia Freinet: a atualidade das invariantes pedagógicas. Tradução: Alexandre Salvaterra. Porto Alegre: Penso. 2012.

MELLO, S. A. Infância e Humanização: algumas considerações na perspectiva histórico-cultural. Perspectiva, Florianópolis, V. 25. n. 1. P. 83-104. Jan/jun 2007.

MENDONÇA, R. Educação ambiental vivencial em Encontros e caminhos; formação de educadores ambientais e coletivos educadores, org. FERRARO Jr.Brasília, MMA, Departamento de educação Ambiental, 2007.

TORNAGHI, A. J. C. IVIüLEC: Multi-Editor Cooperativo para Aprendizagem. Tese - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 1995.

Downloads

Publicado

2019-09-24

Como Citar

BARROS, F. C. O. M. de; VIEIRA, A. M. de S. A aula-passeio como experiência vivida: Freinet no ensino superior. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 4, n. 4, p. 79–91, 2019. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rifp/article/view/122. Acesso em: 18 jun. 2024.