Mulheres nas ciências e a formação de professores

o ingresso na Universidade de Brasília e a progressão na carreira acadêmica

Autores

  • Jeane Rotta Universidade de Brasília
  • Cláudia Regina Gonçalves Batista

Palavras-chave:

Formação de professores de Ciências Naturais, Mulheres na universidade, Teto de Vidro, Labirinto de Cristal

Resumo

Esse trabalho é um recorte de um curso de formação inicial de professores de Ciências Naturais que discutiu a participação das mulheres nas Ciências.  O objetivo desse trabalho foi refletir sobre o ingresso de mulheres na Universidade de Brasília e a presença de mulheres docentes em cargos de chefia. A metodologia qualitativa, teve delineamento de pesquisa documental. Os resultados indicaram equidade no ingresso de mulheres e homens. Entretanto, em cursos de graduação e pós-graduação, em Educação, o número de mulheres é superior quando comparada com os cursos de Física. Nos cargos de chefia, existe representatividade docente feminina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jeane Rotta, Universidade de Brasília

Doutorado pela Universidade de São Paulo-USP. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-1776-5398.

Cláudia Regina Gonçalves Batista

Mestrado pela Universidade de Brasília-UnB. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5144-0522.

Referências

BATISTA, I. L., HEERDT, B., SOUZA, D.C.; STAL, J. C.; KIKUCHI, L. A.; COSTA, M.; CORRÊA, M. L.; CHIARI, N. D. A. Formação de Professores no Brasil e Questões de Gênero Feminino em Atividades Científicas. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 9, 2015, Águas de Lindóia. Anais eletrônico [...] Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, 2015. Disponível em: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/x-enpec/anais2015/resumos/R1992-1.PDF.Acesso em 23 de maio de 2020.

BELTRÃO, K. I.; ALVES, J. E. D. A reversão do Hiato de Gênero na educação brasileira no século XX. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, SP, v. 39, n. 136, p. 125-156, jan./abr. 2009.

CAVALLI, M. B.; MEGLHIORATTI, F. A. A participação da mulher na ciência: um estudo da visão de estudantes por meio do teste DAST. ACTIO: Docência em Ciências, Curitiba, PR, v. 3, n. 3, p. 86-2, set./dez. 2018.

ELSEVIER. The Researcher Journey Through a Gender Lens. Elsevier Gender Report, 2020. Disponível em: https://gender-spear.eu/assets/content/Gender-2020-report-A4-WEB%20(1).pdf. Acesso em 20 de jan. 2021.

GARCIA, C. C. Breve história do feminismo. São Paulo: Claridade, 2011.

HEERDT, B.; BATISTA, I. L. Representações sociais de ciência e gênero no ensino de Ciências. Práxis Educativa, Ponta Grossa, PR, v. 12, n. 3, p. 995-1012, out./dez., 2017a.

HEERDT, B.; BATISTA, B. I. L. Saberes docentes: mulheres na ciência. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 9, 2017, Florianópolis. Anais eletrônico [...] Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, 2017b. Disponível em: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/xi-enpec/anais/resumos/R0549-1.pdf?fbclid=IwAR2ow5G0noFGS_PONbMaDfJebkDXCn7upHnOJyc60al4zgUW3bl15Yvw9jc. Acesso em 19 jul. 2020.

HERRERA, E. V. A vitrine da inclusão e o espetáculo de Nicolau: a ascensão profissional da mulher acadêmica em cargos de gestão em instituições de ensino superior no Brasil. Tese do Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.

LAZZARINI, A. B.; SAMPAIO, C.P.; GONÇALVES, V. S.; NASCIMENTO, E. R. S.; PEREIRA, S. M. V.; FRANÇA. V. V. Mulheres na Ciência: papel da educação sem desigualdade de gênero. Revista Ciências em Extensão, São Paulo, SP, v. 14, n. 2, pp. 188 -194, abr./jun., 2018.

LIMA, B, S. O labirinto de cristal: as trajetórias das cientistas na Física. Estudos Feministas, Florianópolis, SC, v. 21, n.3, p. 883-903, set./dez., 2013.

LOURO, G. L. Gênero, sexualidade e educação: Uma perspectiva pós estruturalista. Petrópolis: Vozes, 1997.

MINAYO, S. O. Quantitativo-Qualitativo: oposição ou complementariedade. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, RJ, v. 9, n. 3, p. 239-262, jul./set., 1993.

NOGUEIRA, M. Mulheres na Universidade, 05/10/2020. Disponível em: https://noticias.unb.br/artigos-main/4481-mulheres-na-universidade. Acesso em 12 de nov. de 2020.

FERNANDES, L. S.; PACHECO, J. F. Concepções Docentes sobre as Mulheres Cientistas e as Contribuições Femininas para o Desenvolvimento Histórico da Química., 2020. In: ANAIS DO ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA, 20, Pernambuco, 2020. Anais[...]Recife UFRPE/UFPE, 2020. Disponível em: https//www.even3.com.br/anais/ENEQPE2020/247824-CONCEPCOES-DOCENTES-SOBRE-AS-MULHERES-E-AS-CONTRIBUICOES-FEMININAS-PARA-O-DESENVOLVIMENTO-HISTORICO-DA-QUIMICA. Acesso em 06 de nov.2021.

MARCHI, M.; RODRIGUES, A. O sexismo e suas consequências: um ensaio sobre a percepção de Ciência. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS,11, Florianópolis, 2017. Anais[...]Florianópolis: ABRAPEC, 2017. Disponível em: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/xi-enpec/anais/resumos/R2313-1.pdf. Acesso em 06 de nov.2021.

REIS, G. L. O gênero e a docência: uma análise de questões de gênero na formação de professores do Instituto de Educação Euclides Dantas. Dissertação do Curso de Mestrado da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2011.

SILVA, L. R. C. da.; DAMACENO, A. D.; MARTINS, M. da C. R.; SOBRAL, K. M.; FARIAS, I. M. S. de. Pesquisa documental: alternativa investigativa na Formação docente. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 9; ENCONTRO SUL BRASILEIRO DE PSICOPEDAGOGIA 3, Curitiba, 2009. Anais eletrônico [...] Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2009. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2009/3124_1712.pdf. Acessado em: 15 de julho de 2018.

SOUZA, R. G. S.; SARDENBERG, C. M. B. Visibilizando a mulher no espaço público: a presença das mulheres nas universidades. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO 10 - DESAFIOS ATUAIS DOS FEMINISMOS, 2013. Florianópolis. Anais[...] Florianópolis: UFSC, 2013.

UNB É A NONA MELHOR UNIVERSIDADE DO BRASIL UnB Notícias, 2021. Disponível em: UnB é a nona melhor universidade do Brasil. Acesso em 11 de jun. de 2021.

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA, 2021. Disponível em: https://www.unb.br/. Acesso em 11 de jun. de 2021.

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Anuário Estatístico da UnB, 2019. Disponível em: http://dpo.unb.br/images/phocadownload/unbemnumeros/anuarioestatistico/AnuarioEstatistico2019.pdf. Acesso em 05 de fev. 2020.

VAZ, M. A.; ROTTA, J. C. G.; BATISTA, C. R. G. Participação feminina nas ciências: contexto histórico e perspectivas atuais. Revista Hipótese, Itapetininga, v. 7, n. único, p. 97-111, 2021.

VOLPATO, G; MORAIS, J. L. A invisibilidade das mulheres na ciência: história e conjuntura atual. Seminário de Filosofia e Sociedade. Seminário de Filosofia e Sociedade, Criciúma, SC, v. 2, n. 2, n.p., jan./ dez. 2018.

Downloads

Publicado

2021-12-29

Como Citar

ROTTA, J.; BATISTA, C. R. G. Mulheres nas ciências e a formação de professores: o ingresso na Universidade de Brasília e a progressão na carreira acadêmica. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 6, p. e021021, 2021. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rifp/article/view/489. Acesso em: 15 jul. 2024.