Algumas Lacunas na Formação Inicial

o que dizem os egressos de uma licenciatura?

Autores

Palavras-chave:

Formação inicial. Lacunas. Licenciatura em Química.

Resumo

Este estudo analisou algumas lacunas na formação acadêmica dos egressos de um curso de Licenciatura em Química. Por meio de um questionário online, houve o levantamento dos dados, que revelaram alguns limites na formação inicial. Os participantes evidenciaram problemas na estrutura curricular relacionados a pré-requisitos desnecessários, desarticulação das disciplinas, falta de reflexão na formação do professor, escassez de componentes curriculares voltadas para o Ensino de Química, revelando o curso como um apêndice de bacharelado. Outra lacuna sinalizada foi sobre o distanciamento que há entre a escola e a universidade, com poucas discussões formativas em relação aos ambientes escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Géssica Batista da Rocha, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Licenciada em Química pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Mara A. Alves da Silva, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB); Professora do curso de Licenciatura em Química do Centro de Formação de Professores (CFP) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Membro dos seguintes grupos de pesquisa: DOCFORM- Grupo de Pesquisa em Docência, Currículo e Formação/UFRB e PƎQUI - Pesquisa Ensino Extensão em Educação Química do CFP/UFRB.

José Gilberto Silva, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Doutor em Química pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós-doutorado pela UFMG; Professor Associado do curso de Licenciatura em Química do Centro de Formação de Professores (CFP) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Membro dos seguintes grupos de pesquisa: DOCFORM- Grupo de Pesquisa em Docência, Currículo e Formação/UFRB e PƎQUI - Pesquisa Ensino Extensão em Educação Química do CFP/UFRB.

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BRASIL. MEC. INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Censo Escolar 2019: Notas Estatísticas. Brasília, DF: INEP, 2020. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/6798882. Acesso em 26 abr. 2020.

______. Conselho Nacional de Saúde. Resolução Nº 510, de 07 de abril de 2016, que dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. DOU, Brasília, DF, n. 98, 24 maio 2016, Seção 1, p. 44-46.

______. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União. Brasília, n. 12, p. 59, 13 jun. 2013, Seção 1.

CORRÊA, R. G.; MARQUES, R. N. Formação inicial de professores de Química no estado de São Paulo: perfil profissional e campo de atuação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 11., 2017, Florianópolis, SC. Anais... Florianópolis: UFSC, 2017. p. 1-9. Disponível em: http://www.abrapecnet.org.br/enpec/xi-enpec/anais/resumos/R1202-1.pdf. Acesso em: 15 fev. 2021.

DAITX, A. C.; LOGUERCIO, R. Q.; STRACK, R. Evasão e retenção escolar no curso de Licenciatura em Química do Instituto de Química da UFRGS. Investigações em Ensino de Ciências, v. 21, n. 2, p. 153-178, 2016. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/111. Acesso em: 24 abr. 2021.

ECHEVERRÍA, A. R. BENITE, A. M. C. SOARES, M. H. F. B. A pesquisa na formação inicial de professores de química: a experiência do Instituto de Química da Universidade Federal de Goiás. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE QUÍMICA (RASBQ), 30., 2007, Águas de Lindóia, SP. Anais [...]. Águas de Lindóia, SP: SBQ, 2007. Disponível em: http://www.sbq.org.br/30ra/Workshop%20UFG.pdf. Acesso em: 11 mar. 2021.

FERREIRA, Á. C., GUERRA, A. A construção da identidade docente de licenciados em Física e Matemática: relatos sobre o processo formativo. Revista de Estudos em Educação e Diversidade - REED, v. 1, n. 1, p. 86-99, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.22481/reed.v1i1.7455. Acesso em: 04 maio 2021.

GALIZA, L. S.; SILVA, J. G.; SILVA, M. A. A. As contribuições do PIBID para a formação continuada dos professores da Educação Básica: algumas reflexões dos professores supervisores. Revista Kiri-Kerê - Pesquisa em Ensino, v. 1, Dossiê n. 5, p. 200-223, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/kirikere/article/view/32534. Acesso em: 29 abr. 2021.

GATTI, B. A. et al. Professores do Brasil: novos cenários de formação. Brasília: UNESCO, 2019.

GATTI, B. A.; BARRETTO, E. S. S; ANDRÉ, M. E. D. A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: UNESCO, 2011.

GAUCHE, R.; et al. Formação de Professores de Química: concepções e proposições. Química Nova na Escola, n. 27, p. 26-29, 2008. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc27/05-ibero-4.pdf. Acesso em: 26 fev. 2021.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. (org.). Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

MALDANER, O. A. A formação inicial e continuada de professores de Química: professores/pesquisadores. 4. ed. Ijuí: Unijuí, 2013.

PALHARES, I. Destaque e discriminação marcam cem anos das mulheres na química. ComCiência, n. 130, n.p., 2011. Disponível em: https://www.comciencia.br/comciencia/handler.php?section=8&edicao=68&id=861. Acesso em: 11 mar. 2021.

ROCHA, G. B. Uma análise da formação acadêmica e da atuação profissional dos egressos da Licenciatura em Química. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Química) – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Amargosa, 2019.

SANTANA, K. S. Mapeamento dos Trabalhos de Conclusão de Curso na Licenciatura em Química: uma análise documental das produções acadêmicas. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Química) – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Amargosa, 2019.

SANTOS, D. M.; NAGASHIMA, L. A. Necessidades formativas dos professores de química: a questão do “saber” e o “saber fazer” em suas práticas pedagógicas. Revista Internacional de Formação de Professores, v. 2, n. 4, p. 76-99, 2017. Disponível em: https://periodicos.itp.ifsp.edu.br/index.php/RIFP/article/view/740. Acesso em: 26 abr. 2021.

SCHNETZLER, R. P. Educação Química no Brasil: 25 anos de ENEQ – Encontro Nacional de Ensino de Química. In: ROSA, M. I. P.; ROSSI, A. V. (Org.). Educação Química no Brasil: Memórias, Políticas e Tendências. 2. ed. Campinas: Átomo, 2012. p. 17-38.

SILVA, C. S.; OLIVEIRA, L. A. A. Formação Inicial de Professores de Química: Formação Específica e Pedagógica. In: NARDI, R. (Org.). Ensino de Ciências e Matemática: Temas sobre Formação de Professores. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009. p. 43-57.

SILVA, M. A. A. Ciência, Tecnologia e Sociedade, experimentação e Formação inicial de professores de Química: explorando possibilidades. 2016. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Jequié, 2016. Disponível em: http://www2.uesb.br/ppg/ppgecfp/wp-content/uploads/2017/03/Mara-A-Alves-da-Silva.pdf. Acesso em: 20 jan. 2021.

______. Docência Universitária na Licenciatura em Química: uma análise dos saberes de experiência e da ação pedagógica. 2021. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/33355. Acesso em: 10 maio 2021.

SILVA; M. A. A.; SILVA; J. G. Docência Universitária em Química: reflexões sobre a formação acadêmica e a atuação profissional dos professores universitários. In: FERREIRA, L. G.; MINEIRO, M.; SILVA, M. A. A. Docência Universitária e Formação Docente: perspectivas, movimentos e inovação pedagógica. São Carlos, SP: Pedro & João Editores, 2020. p. 77-92.

SILVA, M. A. A.; FERREIRA, L. G. A formação dos formadores de química: sobre os silenciamentos legislativos e institucionais. Boletim da Sociedade Brasileira de Ensino de Química, n. 2, p. 2 - 2, 17 jul. 2020. Disponível em: https://sbenq.org.br/wp-content/uploads/2020/07/Boletim_SBEnQ_02_17_07_2020.pdf. Acesso em: 5 mar. 2021.

______. Docência Universitária nas pesquisas na área de Educação e Ensino de Ciências na UFBA. Ensino em Perspectivas, v. 2, p. 1-16, 2021a. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/5024. Acesso em: 28 abr. 2021.

______. A Pedagogia como Ciência da Educação: reflexões epistemológicas e contribuições na formação docente. Educere et Educare, v. 16, n. 38, p. 32-51, 2021b. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/25741. Acesso em: 29 abr. 2021.

SILVA, R. S.; SILVA, M. A. A.; SILVA, J. G. Limites e Potencialidades de uma Oficina Temática como estratégia para o ensino de Química. Revista de Estudos em Educação e Diversidade - REED, v. 1, n. 2, p. 207-230, 2020. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/reed/article/view/7197. Acesso em: 28 mar. 2021.

TOZONI-REIS, M.F.C. Metodologia da Pesquisa. 2. ed. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2009.

Downloads

Publicado

2021-10-17

Como Citar

BATISTA DA ROCHA, G. .; A. ALVES DA SILVA, M.; SILVA, J. G. Algumas Lacunas na Formação Inicial: o que dizem os egressos de uma licenciatura?. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 6, p. 17–36, 2021. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rifp/article/view/507. Acesso em: 25 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.