Cultura e interculturalidade no ensino de filosofia

experiências numa escola portuguesa

Autores

  • Celso João Carminati Universidade do Estado de Santa Catarina

Palavras-chave:

Formação, ensino, culturas, interculturalidade

Resumo

Neste texto, apresentarei parte de uma pesquisa realizada em Portugal sobre a realidade cultural e de conhecimento da Escola Dr. Azevedo Neves, em Lisboa. Apresentaremos em linhas gerais as diferentes nacionalidades que compõem o contexto das demandas sociais que frequentam essa escola, considerada por muitos a escola mais “imigrante e africana” da Europa, assim como alguns dos seus princípios orientadores, os programas de ensino de filosofia e algumas avaliações de professores sobre o mesmo, uma
vez que isto incita as perspectivas docentes no âmbito da disciplina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Celso João Carminati, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutor em Educação. Docente no PPGE – Udesc

Referências

ALVES, Dalton. A Filosofia e seu Ensino. São Paulo: Loyola, 2009.

BRASIL. Lei nº 9.394 – Lei de diretrizes e bases da Educação nacional. MEC. Brasília, 1996.

CAMBI, Franco. Insegnare e Apprendere la Filosofia. Roma: Armando, 2000.

CARMINATI, Celso João. Professores de Filosofia. Crise e Perspectivas. Itajaí: Univali, 2006.

CARMINATI, Celso João. O Estatuto da Filosofia no Ensino Secundário no Brasil durante a ditadura militar. Universidade de Lisboa: Revista Philosophica, nº 36, 2010, pp. 159-180.

CARMINATI, Celso João. Prescrições e Ordenamentos do Ensino de Filosofia na Escola Secundária - Itália. Digital, 2015.

FERNANDES, Sara; LEMOS, Rute. Perspectivas sobre o programa de Introdução à Filosofia. In: HENRIQUES, F.; ALMEIDA, M. B. (org.). Os actuais programas de Filosofia do secundário. Balanço e Perspectivas. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 1998, pp. 291-301.

RIBEIRO, Irene. Filosofia e ensino secundário em Portugal. Portugal, s-d, pp. 391-501.

FERREIRA, Maria Luisa R. (Coord.). Ensinar e aprender Filosofia num mundo em Rede. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa. 2012

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo. Editora Paz e Terra – Coleção Leitura, 1996.

GONÇALVES, Joaquim Cerqueira. Fazer Filosofia. Como e onde? Braga – Portugal: Universidade Católica Portuguesa. 1990.

GONÇALVES, Joaquim Cerqueira. A Escola em Debate. Educar ou profissionalizar? Braga – Portugal: Universidade Católica Portuguesa. 1990.

LARANJEIRA, Paulo. O actual programa de introdução à filosofia e a prática interdisciplinar. In: HENRIQUES, F.; ALMEIDA, M. B. (org.). Os actuais programas de Filosofia do secundário. Balanço e Perspectivas. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 1998, pp. 179-187.

PATRÍCIO, Manuel F. Reflexão Prospectiva sobre a Reforma dos Programas de Filosofia do Ensino Secundário. In: HENRIQUES, F.; ALMEIDA, M. B. (org.). Os actuais programas de Filosofia do secundário. Balanço e Perspectivas. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 1998, pp. 251-260.

PORTUGAL. Projeto Educativo. Trabalhar o presente, Construir Futuros, 2014.

PORTUGAL(a). Lei de Bases do Sistema Educativo. Lei n. 46 de 14 outubro de 1986.

PORTUGAL (b). Programa de Filosofia. Lisboa, 2001.

REVEL, Jean- François Revel. A che servono i filosofi? Milano – Itália: PGRECO Edizioni, 2015.

RODRIGUES, Marcial. Os actores e as Máscaras. In: Os actuais programas de Filosofia do secundário. Balanço e Perspectivas. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 1998, pp. 273-282.

RODRIGUES, Luís. Filosofia. 10º ano. Porto: Plátano, 2015.

SILVA, Ana Paula Lopes da. Exigirão os Programas de Introdução à Filosofia uma alteração? Qual o alcance da sua suposta flexibilidade e quais as consequências da sua extensão? In: HENRIQUES, F.; ALMEIDA, M. B. (org.). Os actuais programas de Filosofia do secundário. Balanço e Perspectivas. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 1998, pp. 149-169.

Downloads

Publicado

2018-06-18

Como Citar

JOÃO CARMINATI, C. Cultura e interculturalidade no ensino de filosofia: experiências numa escola portuguesa. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga, v. 3, n. 3, p. 20–46, 2018. Disponível em: https://periodicoscientificos.itp.ifsp.edu.br/index.php/rifp/article/view/380. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê